segunda-feira, 30 de novembro de 2009

"Hoje acordei inteira. Migalhas? Pedaços? Não, obrigada. Não gosto de nada que seja metade. Não gosto de meio termo. Gosto dos extremos. Gosto do frio. Gosto do quente (depende do momento.) Gosto dos dedinhos dos pés congelados ou do calor que me faz suar o cabelo. Não gosto do morno. Não gosto de temperatura-ambiente. Na verdade eu quero tudo. Ou quero nada. Por favor, nada de pouco quando o mundo é meu. Não sei sentir em doses homeopáticas. Sempre fui daquelas que falam "eu te amo" primeiro. Sempre fui daquelas que vão embora sem olhar pra trás. Sempre dei a cara à tapa. Sempre preferi o certo ao duvidoso. Quero que se alguém estiver comigo, que esteja. Mesmo que seja só naquele momento. Mesmo que mude de idéia no dia seguinte."

Fernanda Mello

3 comentários:

' Láisa disse...

Simplesmente, lindo!

Me identifiquei tanto... Faço parte também do grupo de pessoas que "se jogam", que não se importam em hoje rir e amanhã chorar. O que realmente importa é viver com intensidade, fazer cada minuto valer a pena.

Adorei o blog!

Abraço.

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Isso você tá no caminho certo... viver intensamente... essa é a pegada...!!! Tá de parabens


Visita ae qq hora:
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

Beejo

rhanderson disse...

se tah viajanooo niogen vai le isso tudo -.-

Postar um comentário